República Centro-Africana: Ex-oficial preso por crimes de guerra

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


Lutadores anti-Balaka retratados em 2017

direitos autorais da imagemAFP

legenda da imagemEric Danboy Bagale (não na foto) é acusado de liderar as milícias anti-Balaka

A polícia francesa prendeu um ex-guarda presidencial da República Centro-Africana (CAR) por alegados crimes de guerra e crimes contra a humanidade.

Eric Danboy Bagale foi levado a Paris após sua prisão no leste da França na terça-feira, informou a agência de notícias AFP.

Ele é acusado de liderar um grupo de milícias em grande parte cristãs que realizaram assassinatos por vingança depois que o presidente do CAR foi deposto em 2013.

Milhares de pessoas morreram na violência que se seguiu.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br
  • Dois irmãos que saíram da floresta para uma nova casa

  • O país onde os professores desapareceram

O CAR enfrenta instabilidade desde que se tornou independente da França em 1960.

Mas em 2013, rebeldes muçulmanos do grupo guarda-chuva Seleka tomaram o poder no país de maioria cristã.

Bagale foi indiciado por suas ações como chefe da guarda do ex-presidente François Bozizé e, posteriormente, como chefe das milícias anti-Balaka, em sua maioria cristãs, de acordo com a agência de notícias AFP.

O próprio ex-presidente é alvo de sanções da ONU por causa das ações de milícias anti-Balaka.

Um acordo de paz foi assinado entre o governo e 14 grupos armados no ano passado, mas a violência continuou.

Mais de um milhão de pessoas foram deslocadas ou forçadas a deixar o país, de acordo com a agência de refugiados da ONU.

Tópicos relacionados

  • França

  • República Centro-Africana
cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br
Leia Também  John Lewis: o corpo do ícone dos direitos civis dos EUA atravessa a ponte Selma pela última vez

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *