Os cigarros eletrônicos podem diminuir a frequência cardíaca

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


Os resultados de algumas novas pesquisas, a serem apresentados nas Sessões Científicas da American Heart Association de 2017, revelam como os cigarros eletrônicos afetam o ritmo cardíaco e a função dos ratos.

estudante do ensino médio vapingCompartilhar no Pinterest
Os cigarros eletrônicos são particularmente populares entre os estudantes do ensino médio.

A nova pesquisa foi liderada por Daniel J. Conklin, Ph.D., professor assistente da Universidade de Louisville, em Kentucky.

O professor Conklin e seus colegas decidiram examinar o efeito de dois aerossóis comumente encontrados em cigarros eletrônicos (cigarros eletrônicos): propilenoglicol e glicerina vegetal.

Embora cada vez mais pessoas se voltem para os cigarros eletrônicos por causa de seus riscos diminuídos à saúde, quando comparados aos cigarros tradicionais, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) alertam que os aerossóis geralmente contêm produtos químicos causadores de câncer e metais pesados, entre outras coisas.

O CDC também admite que os "efeitos à saúde e doses potencialmente prejudiciais de constituintes aquecidos e aerossolizados de líquidos de cigarro eletrônico (…) não são completamente compreendidos".

A nova pesquisa – que será apresentada nas Sessões Científicas da American Heart Association (AHA) 2017, realizadas em Anaheim, CA – nos aproxima um passo da compreensão desses efeitos na saúde, com foco no impacto no sistema cardiovascular.

Estudo dos efeitos dos cigarros eletrônicos em camundongos

O professor Conklin e a equipe se propuseram a examinar os "efeitos agudos do eletrocardiograma (ECG) da exposição à inalação" aos aerossóis nos chamados sistemas eletrônicos de liberação de nicotina (ENDS).

FIM inclui cigarros eletrônicos e qualquer outro produto que produz "uma mistura aerossolizada contendo líquidos aromatizados e nicotina que é inalada pelo usuário".

Leia Também  Oboé - são crianças amorais (técnica de Alexander, postura, dor, tensão e lesões) (Albuquerque)

Os pesquisadores também queriam ver como esses efeitos se sairiam em comparação com a fumaça principal do cigarro.

Para esse fim, eles expuseram ratos machos saudáveis ​​à FIM por 9 minutos, um período de tempo que se qualifica como exposição aguda. Os ratos tiveram transmissores de ECG implantados neles.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Além disso, os camundongos foram expostos à fumaça de cigarros tradicionais com e sem nicotina, bem como a componentes da ENDS. As medidas de ECG foram comparadas com "controles de ar filtrado e com correspondência de tempo".

Aerossóis de cigarro eletrônico diminuem a freqüência cardíaca

Os pesquisadores descobriram que a exposição a aerossóis ENDS e a fumaça de cigarro comum diminuíram rapidamente a freqüência cardíaca dos roedores.

Em outras palavras, eles induziram bradicardia. Essa é uma condição que às vezes pode causar problemas, especialmente em indivíduos mais velhos. Os médicos dizem que, embora nem sempre seja um problema, a bradicardia é algo que as pessoas devem fazer check-out se tiverem sintomas acompanhantes.

Os pesquisadores também descobriram que a exposição aos dois aerossóis prolongava o ciclo elétrico do coração.

Semelhante à fumaça de cigarro convencional, os autores concluem que "os aerossóis END afetam fortemente a função cardiovascular em camundongos".

"Umectantes aquecidos geram aldeídos", acrescentam. Os aldeídos são tóxicos e conhecidos por contribuir para doenças cardiovasculares e pulmonares.

Acroleína, acetaldeído e formaldeído também foram liberados quando os dois aerossóis foram aquecidos. Destes, apenas a acroleína parecia causar um batimento cardíaco lento nos ratos.

Finalmente, o estudo também revelou que, antes da queda do batimento cardíaco, os ratos também exibiam um aumento na pressão sanguínea.

A evidência "sugere que o uso da ENDS pode aumentar os riscos de arritmia e geral (doença cardiovascular)", concluem os pesquisadores.

Leia Também  Como verificar seu pulso

Relevância para uso humano

Em sua declaração de política sobre a toxicidade dos cigarros eletrônicos, a AHA escreve: "Embora os modelos animais tenham limitações óbvias, (…) esses modelos podem ser úteis na avaliação das propriedades farmacocinéticas, farmacodinâmicas e toxicocinéticas das exposições ao cigarro eletrônico. "

"Os resultados fisiopatológicos e os biomarcadores, identificados em estudos com animais", acrescentam, "também devem ser avaliados em estudos de exposição humana controlada para desenvolver concordância validada entre dados de animais e humanos".

Vale ressaltar que o cigarro eletrônico está se tornando cada vez mais prevalente, principalmente entre os jovens. De fato, entre 2013 e 2014, o número de jovens adultos que disseram ter usado cigarros eletrônicos pelo menos uma vez na vida dobrou.

Em 2016, mais de 11% dos estudantes do ensino médio e mais de 4% dos alunos do ensino médio admitiram ter usado cigarros eletrônicos.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *