Joe Biden: Eu acho que Floyd vai mudar o mundo

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


Joe Biden: Eu acho que Floyd vai mudar o mundo 1

A reprodução de mídia não é suportada no seu dispositivo

Legenda da mídiaEx-parceiro de George Floyd: ‘Gianna não tem pai’

O candidato democrata à presidência dos EUA, Joe Biden, disse que o falecido George Floyd “mudará o mundo”.

Após uma reunião privada com a família de Floyd em Houston para oferecer suas simpatias, Biden disse à CBS que sua morte foi “um dos grandes pontos de inflexão da história americana”.

O assassinato do afro-americano George Floyd nas mãos de um oficial branco tem protestos globais contra o racismo.

Um funeral particular será realizado em Houston ainda na terça-feira.

“Eles são uma família incrível, a filha dele estava lá, a pessoa que disse ‘papai vai mudar o mundo’ e acho que o pai dela vai mudar o mundo”, disse Biden à âncora da CBS Norah O’Donnell.

“Acho que o que aconteceu aqui é um dos grandes pontos de inflexão da história americana, de verdade, em termos de liberdades civis, direitos civis e apenas tratar as pessoas com dignidade”.

Direitos autorais da imagem
AFP

Legenda da imagem

Biden estava conversando com a CBS News (foto de arquivo)

O porta-voz da família Floyd, Benjamin Crump, que twittou uma foto da reunião, disse que os parentes de Floyd receberam bem os comentários de Biden.

“Essa compaixão significou o mundo para esta família enlutada”, acrescentou.

Assessores do ex-vice-presidente disseram que também gravariam uma mensagem em vídeo para o serviço de terça-feira.

Os enlutados em Houston, Texas, onde Floyd morava antes de se mudar para Minneapolis, formaram longas filas para ver seu corpo, exposto publicamente por seis horas na igreja The Fountain of Praise.

Os serviços memoriais já foram realizados em Minneapolis e na Carolina do Norte, onde Floyd nasceu.

Direitos autorais da imagem
EPA

Legenda da imagem

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

É a vez das pessoas em Houston prestar seus respeitos

O que há de mais recente no caso George Floyd?

Derek Chauvin, ex-policial de Minneapolis acusado de matar Floyd, fez sua primeira aparição na corte na segunda-feira, onde sua fiança foi fixada em US $ 1,25 milhão.

Chauvin – que manteve o joelho no pescoço de Floyd por quase nove minutos – enfrenta acusações de assassinato em segundo grau e homicídio culposo. Três outros oficiais de prisão são acusados ​​de ajudar e favorecer assassinatos.

Os promotores citaram a “severidade das acusações” e a indignação pública como o motivo para aumentar sua fiança de US $ 1 milhão.

Sua próxima aparição na corte está marcada para 29 de junho.

Joe Biden: Eu acho que Floyd vai mudar o mundo 2

A reprodução de mídia não é suportada no seu dispositivo

Legenda da mídia“Continue pressionando”: manifestantes de Washington DC mantêm o ritmo

Enquanto isso, os democratas dos EUA no Congresso propuseram uma legislação abrangente para reformar a polícia americana. O projeto tornaria mais fácil processar a polícia por má conduta, proibir os estrangulamentos e combater o racismo.

Não está claro se os republicanos, que controlam o Senado dos EUA, o apoiarão.

Os protestos contra o racismo iniciados pela morte de Floyd agora estão entrando na terceira semana nos EUA. Grandes manifestações foram realizadas em várias cidades, incluindo Washington DC, Nova York, Chicago, Los Angeles e San Francisco.

Com os gritos de guerra “Black Lives matter” e “No Justice, No Peace”, as manifestações estão entre os maiores protestos dos EUA contra o racismo desde os anos 1960. As reuniões de sábado incluíram um protesto na cidade de Vidor, no Texas, antes infame como reduto do grupo supremacista branco Ku Klux Klan.

Manifestantes em cidades europeias como Londres e Roma também se reuniram para mostrar seu apoio ao Black Lives Matter no fim de semana, enquanto os protestos contra o racismo na Austrália foram assistidos por dezenas de milhares.

Na cidade de Bristol, no Reino Unido, os manifestantes derrubaram uma estátua de Edward Colston, um importante comerciante de escravos do século XVII.

Mais sobre a morte de George Floyd



cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br
Leia Também  Trump, em Davos, para falar sobre comércio, ataca os inimigos de volta para casa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *