Bielorrússia diz que mercenários russos planejam interromper as eleições de agosto

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


Lukashenko, que tem reputação de comportamento errático e reivindicações selvagens, anunciou na terça-feira que havia sido infectado pelo coronavírus, mas se recuperou completamente sem tratamento. Esse anúncio foi recebido com ceticismo, pois jogou em sua posição de longa data de que a pandemia não representa um sério perigo para a saúde pública e pode ser mantida afastada bebendo vodka, andando de trator e jogando hóquei no gelo.

Em junho, Lukashenko teve dois candidatos a candidatos rivais nas eleições presidenciais de 9 de agosto da Bielorrússia presos por acusações de corrupção, alegando que ele frustrou uma conspiração para fomentar a revolução pelos interesses russos.

Na quarta-feira, o governo divulgou vídeos de um ataque noturno nesta semana em um sanatório perto de Minsk, onde 32 combatentes russos foram presos; outro foi preso em uma parte diferente do país. O vídeo mostrava oficiais fortemente armados do serviço de segurança da Bielorrússia – ainda chamado, como nos dias soviéticos, de KGB – invadindo quartos de hóspedes ocupados pelos supostos mercenários. Mostrava vários russos corpulentos algemados, um deles deitado no chão com cueca boxer, passaporte russo e uma pilha de notas de cem dólares.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Mas os pertences apreendidos no ataque também incluíam notas bancárias e cartões telefônicos do Sudão e textos escritos em árabe, sugerindo que os russos presos poderiam estar a caminho do ou para o norte da África, e não em uma missão que visava a Bielorrússia.

Os russos presos, de acordo com um relatório de Belta, despertaram suspeitas assim que chegaram à Bielorrússia, porque cada homem tinha três malas pesadas, usava roupas de estilo militar e se comportou de maneira “incomum para turistas russos”, evitando álcool e evitando boates. .

Leia Também  Greta Thunberg marca a marca 'sextas-feiras para o futuro'

O Grupo Wagner, o equipamento mercenário acusado de empregar os homens, enviou combatentes, principalmente veteranos das forças armadas da Rússia, para a Síria, Líbia, Sudão e vários outros países. De acordo com as autoridades dos Estados Unidos, a empresa é controlada pelo Sr. Prigozhin, conhecido como “chef de Putin”, devido ao seu sucesso na conquista de contratos de catering das forças armadas russas.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *