Arcebispo polonês encaminha caso de abuso sexual infantil ao Vaticano

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


A imagem mostra o arcebispo polonês Wojciech Polak

Direitos autorais da imagem
EPA

Legenda da imagem

O arcebispo católico polonês Wojciech Polak disse que “não permitimos a ocultação” de abuso sexual

O chefe da Igreja Católica Romana da Polônia disse que está pedindo ao Vaticano que investigue o acobertamento de abuso sexual infantil por padres.

O arcebispo Wojciech Polak exortou a hierarquia da Igreja a “iniciar procedimentos” após a divulgação de um documentário sobre o assunto no sábado.

O filme conta a história de dois irmãos que procuram confrontar um padre que supostamente os abusou quando crianças.

Espera-se que o Vaticano designe um investigador para o caso.

O filme – “Esconde-Esconde” – já foi exibido mais de 1,9 milhão de vezes no YouTube. É o segundo documentário sobre o assunto pelos irmãos Marek e Tomasz Sekielski.

  • Polônia planeja dobrar prisão de pedófilos
  • Papa torna obrigatório que clérigos denunciem abusos

Segue-se duas vítimas quando tentam levar em conta as pessoas da Igreja responsáveis ​​por encobrir seus abusos.

Alega que um bispo sênior soube das acusações há anos, mas não tomou nenhuma ação.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

“O filme mostra que os padrões de proteção para crianças e adolescentes na Igreja não eram respeitados”, disse o arcebispo Polak em um vídeo divulgado pela agência de notícias católica KAI.

“Peço aos padres, freiras, pais e educadores que não sejam guiados pela falsa lógica de proteger a Igreja, escondendo efetivamente os abusadores sexuais”, disse ele. “Não permitimos ocultar esses crimes”.

O arcebispo Polak acrescentou que pediu ao Vaticano que investigasse as alegações levantadas no filme sob os auspícios de uma carta apostólica emitida pelo papa Francisco no ano passado.

A carta tornava obrigatório o clero católico romano relatar casos de abuso sexual e acobertamento de clérigos.

Direitos autorais da imagem
AFP

Legenda da imagem

O Papa Francisco prometeu no ano passado tomar medidas concretas para combater os abusos na Igreja

O primeiro filme da série – “Tell No One” – foi lançado pelos irmãos Sekielski em maio de 2019 e foi visto mais de 23 milhões de vezes. Isso provocou indignação generalizada e uma discussão nacional sobre abuso sexual na Igreja.

Inclui imagens de câmeras secretas das vítimas que confrontam padres sobre seus supostos abusos. Alguns dos padres do filme admitem o abuso.

O documentário levou o governo a anunciar planos de duplicar a prisão de pedófilos. Também prometeu criar uma comissão para investigar padres pedófilos, mas isso ainda não aconteceu.

Em março do ano passado, a Igreja Polonesa admitiu que quase 400 clérigos haviam abusado sexualmente de menores nos últimos 30 anos.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br
Leia Também  Quão difícil é parar de carvão? Pela Alemanha, 18 anos e US $ 44 bilhões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *