35 civis mortos em ataque extremista em Burkina Faso

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


OUAGADOUGOU, Burkina Faso – Os jihadistas atacaram uma cidade no norte de Burkina Faso e mataram 35 civis, a maioria mulheres, e os confrontos que se seguiram com as forças de segurança deixaram 80 jihadistas mortos, anunciou o presidente da nação da África Ocidental, Roch Marc Christian Kaboré.

A violência, que eclodiu na cidade de Arbinda, na região do Sahel, perto da fronteira do país com o Mali, durou várias horas, segundo um comunicado militar. Sete membros das forças de segurança que responderam também foram mortos.

Sabe-se que vários grupos extremistas islâmicos operam em Burkina Faso, e ataques jihadistas são frequentes na área.

Durante anos, Burkina Faso foi poupado do tipo de extremismo islâmico visto há muito tempo na fronteira do Mali, onde foi necessária uma intervenção militar liderada pela França em 2013 para desalojar os jihadistas do poder em várias cidades importantes.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Isso mudou com um par de ataques mortais em 2016 e 2017 na capital de Ouagadougou, ambos focados em locais populares entre estrangeiros.

Ataques frequentes no norte e leste do país já deslocaram mais de meio milhão de pessoas, segundo as Nações Unidas.

Pelo menos 37 civis foram mortos no leste de Burkina Faso no mês passado, quando suspeitos de jihadistas emboscou um comboio transportando funcionários da mineradora canadense Semafo.

Embora as forças armadas de Burkina Faso tenham recebido treinamento da França e dos Estados Unidos, até agora não conseguiu conter o aumento da violência extremista.

Leia Também  Seu briefing de terça-feira - The New York Times

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *